icone menu

Artigos

Alerta na parede de um Consultório Terapêutico

Por Douglas Brito

O resfriado escorre quando o corpo não chora;

A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições;

O estômago arde quando as raivas não conseguem sair;

Os diabetes invadem quando a solidão dói;

O corpo engorda quando a insatisfação aperta;

A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam;

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar;

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável;

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas;

O peito aperta quando o orgulho escraviza;

O coração enfarta quando enche de ingratidão;

A pressão sobe quando o medo aprisiona;

As neuroses paralisam quando a”criança interna” tiraniza;

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade;

 

O plantio é livre mas a colheita é obrigatória.

Preste atenção no que está plantando, pois será isso que irá colher!

 

 

Artigos recentes

Mulher com sacolas de compras
Compulsão por compras

Oniomania – é o nome clínico deste transtorno psicológico, mais conhecido como consumismo compulsivo. Esta patologia – compulsão por compras foi considerada uma doença apenas recentemente, na década de 1980. Não existem estudos que comprovem as causas dessa doença, mas há algumas possibilidades. Uma delas está relacionada com a história comportamental da família do indivíduo. […]

Máscara pendurada no guidão da bicicleta
Isolamento social: equilibrando o corpo e a mente

As atividades de entretenimento e os exercícios físicos contribuem com o bem-estar durante o confinamento As medidas de isolamento social recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a propagação do novo coronavírus impuseram uma nova rotina a milhões de pessoas. A interrupção do convívio social e a necessidade de implementar cuidados rigorosos com […]

Jovem distraído na escola
Inquieto ou Hiperativo

Qual a diferença entre a agitação natural das crianças e o transtorno de déficit de atenção? Certos sintomas de desatenção e hiperatividade ansiosa podem ser considerados normais em crianças que acabaram de passar por situações traumáticas como a perda de uma pessoa querida ou alguma frustração importante. Nesses casos, em geral as manifestações são passageiras. […]

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *