Artigos

Sou Infeliz!

Por Douglas Brito
Depressão

Um dos maiores vícios que poderemos adquirir neste mundo de extrema mudança é da chamada autocomiseração ou como popularmente se diz ter dó de si próprio.

Muitas  vezes somos levados a esse comportamento pelo excesso de trabalho, pela rapidez das mudanças, pelas mudanças no comportamento de nossos clientes, pela concorrência acirrada  e  até  por motivos opostos como uma situação de desemprego, ameaça de privatização de nossa empresa ou de fusão, aquisição por concorrentes,  etc.,  etc.  Motivos não nos faltam para que  tenhamos dó de nós mesmos.

E as pessoas que conosco convivem sempre reforçam em nós esse sentimento, porque as conversas  sempre giram em torno das dificuldades, da correria, do estresse  do  mundo moderno, da falta de dinheiro, das oportunidades perdidas, etc.

Nossos próprios familiares e amigos, muitas vezes, com a intenção de nos compreender  e  de  nos  ajudar,  também reforçam a nossa dó de nós próprios dizendo:  – Você está trabalhando muito! Você precisa descansar mais! Essa empresa  está  matando  você….   E  com  isso  aumentamos ainda mais o nosso sentimento de autocomiseração. Cuidado!

Veja se você não está caindo nessa verdadeira armadilha mental de estar se achando a pessoa mais infeliz do mundo, no pior emprego, na pior cidade, no pior  país, na pior situação econômica, e até com uma família e amigos que não lhe compreendem, etc.Cuidado porque  você  acabará  acreditando nessas mentiras e desenvolverá ainda mais o dó de si próprio.

Que  a  vida  não  está  fácil  todos sabemos. Que o mundo mudou também sabemos.  Que  temos  que  trabalhar mais, nos comprometer mais, estudar mais, também  sabemos.  Mas,  com  certeza,  não  temos o pior emprego do mundo. Com certeza não somos as pessoas mais ?exploradas? do mundo. Com certeza não temos a pior família do mundo. E, certamente, não somos as pessoas mais infelizes do mundo.

Nesta semana, pense nisso. Será você tão infeliz?

Bom final de semana. Sucesso!

Luiz Marins, Ph.D.

Artigos recentes

Ansiedade

É possível diminuir a ansiedade   Como escapar das armadilhas da mente que, diante do desconhecido, cria  pensamentos negativos e gera ansiedade. Problemas se resolvem com ação. Para se livrar da ansiedade, primeiro é preciso entendê-la. A ansiedade é o resultado de um processo de aceleração da mente. Ela é desencadeada pelo contato com o […]

Somos inteiros ou apenas fragmentos?

Somos inteiros ou apenas fragmentos? Saia um pouco da rotina e pense em como anda sua vida… Neste exato momento em que você lê este artigo, você está fazendo quantas coisas mais? Quantas coisas existem na sua mesa? Quantas preocupações existem em sua mente? Quantas coisas pra fazer mais tarde… Quantas coisas que você deixou […]

Entrevista
Geração tarja preta

Douglas é entrevistado pela Metropole Magazine para o artigo “Geração Tarja Preta”. Clique aqui para ler

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *